segunda-feira, 12 de setembro de 2016

AOS PÉS DA CAMA



"Imagine-se com a idade que tem sentado à borda da sua cama.
Deitada está uma criança ávida das suas palavras.
Ela sabe que você lhe pode contar a história mais maravilhosa do mundo,
com aquelas imagens vivas,
uma tonalidade doce,
e pode mesmo acariciar-lhe os cabelos...
Deitada está uma criança ávida das suas palavras.
Você conhece aquela criança
como conhece os dedos das suas mãos.
Você sabe do que aquela criança precisa, o que ela quer ouvir
para se tornar matura, crescer feliz, realizar o êxito dela...
Conte-lhe, você sabe, conte com todo o afecto a essa criança
aquelas palavras que ela precisa ouvir
e merece,
Conte àquela criança quem ela verdadeiramente é
sem medos, sem vergonha.
Ela é você.
Conte-lhe e deixe-a crescer e já crescida, com a sua idade,
Duas almas numa só, porque é uma só pessoa,
Saiam do quarto, numa só, para realizar o propósito da vida"

José Figueira, escritor e Mestre em PNL

quarta-feira, 20 de julho de 2016

SOMENTE DEUS É IMPERECÍVEL, Mawlānā Jalāl-ad-Dīn Muhammad Rūmī



"Eu morri como um mineral, 
uma pedra,
e me tornei uma planta.

Eu morri como planta e renasci animal.

Eu morri como um animal e
depois eu era um Homem.

E muitas vezes eu morri e vivi como homem.


Porque eu
deveria temer me perder na morte?

Todas as vidas passam,
 até mesmo a vida dos Anjos.

Somente
Deus é imperecível.

Quando deixei de ser uma alma angelical.
eu passei a ser algo que a mente nem po
de conceber.

Oh, deixe-me não-existir,
deixe-me estar na não-existência.

Deixe-me voltar para Ele."
Rumi

WHITNEY HOUSTON & MARIAH CAREY - WHEN YOU BELIEVE



"Pode haver milagres quando acreditas
... Apenas acredite. sim"

Milagres acontecem quando nos sabemos a essência dele!
Hari


domingo, 3 de julho de 2016

Soltar a raiva é largar a dor!

"A raiva é um veneno que a gente toma esperando que o outro morra"

Esses dias, minha mãe me contou sobre uma frase que ela tinha ouvido ou lido em algum lugar:
“A raiva é um veneno que a gente toma esperando que o outro morra.”
Gostei muito dela. Ela me foi muito explicativa, sobre esse sentimento tão comungado no nosso dia a dia. Muitos clientes me perguntam sobre a expressão da raiva nas sessões terapêuticas. E muitas vezes, duvidam se ela é legítima.
Para isso, resolvi retomar um trecho de John Pierrakos, quando ele escreve sobre a repressão dos sentimentos.
“As instituições humanas tendem a atacar a emoção positiva que vem da Essência porque percebem esse movimento como contrário a seus interesses. Pela mesma razão, e com maior veemência, resistem contra as emoções expressas nos chamados sentimentos negativos – raiva, ódio, impulso de destruição. Digo ‘chamados’ porque ‘negativo’ implicaria o fato desses sentimentos serem vazios de vida ou antagônicos a ela. Isso não é verdade, pois são o segundo nível de nossa realidade interior, e realidade não pode ser antivida.
Essa família de sentimentos constitui expressões de vida, como parte de sua dualidade, e não escapes repreensíveis. Canalizam uma enorme quantidade de movimento. Se os fechamos, brecamos nossos processos criativos, brecamos nosso crescimento. Nossa energia se acumula e nossa pessoa se estagna, como um carro parado na estrada faz com que todos os outros também parem.
As emoções negativas não estão ‘erradas’ em si mesmas; são funções preciosas da pessoa, quando são aceitas.
A raiva, por exemplo, é a reação que ocorre quando a Essência é comprimida, pela humilhação ou pela escravidão. É uma coisa bonita ver a raiva irromper livremente em defesa do indivíduo, contra a opressão.”

in https://comoveromundo.wordpress.com/

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Josh Groban - You Raise Me Up (Official Music Video)



"...Quando estou triste e toda a minha alma tão cansada
Quando os problemas vêm e sobrecarregam o coração
Então, eu me acalmo aguardando no silêncio
Até vires e sentares-te um tempo comigo

Tu me elevas até eu estar sobre montanhas
Tu me elevas para andar sobre tempestuosos mares
Eu sou forte quando estou sobre os teus ombros
Tu me elevas mais do que posso conseguir..."

Houve um tempo em que foi assim. Fazias-te presente, mesmo que longe, e tudo ficava mais leve.
Depois, isso ficou como se natural fosse, uma elevação que permanece no tempo, como se tivesses ficado, como se fosses uma eternidade feita estrela que permanece, acompanhando a viagem que me falta.

Fiquei montanha!

Hari e Apolo, in "Diários Em nome da Terra e do Sol"




domingo, 19 de junho de 2016

Avril Lavigne - I Love You



Primeiro leia a letra da canção de Avril Lavigne, "I Love You", de seguida escreva-a dirigindo-a a si e de imediato abrace-se ao maior amor do mundo - você! 
Com a letra e a visão bem focada neste amor primeiro de toda a sua vida, cante, cante e repita a musica até o sorrir lhe carregar a energia para este seu novo dia.
Se quiser, escreva a sua própria letra, dizendo tudo o que diria ou diz ao amor da sua vida.
Nada tem força maior do que a paixão por si próprio.
O narcisismo é uma disfunção, a falta de amor e compromisso para consigo e para a vida maravilhosa que pode sugar em cada agora, é algo bem diferente.
Cante, dance, abrace-se e leve o perfume da alma ao encontro de cada outro com que se cruze.
Ame-se, ame-se, ame-se e sinta a força inebriante desse amor.
Está pronto para sair e traçar firme os objectivos da sua essência feliz!
SerInteiro

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

MENSAGENS DIÁRIAS PARA INTEGRAR A ALMA

"Se nos encontrarmos no escuro, não conseguiremos empurrar a escuridão para fora com as mãos ou com a mente.
Para fazer desaparecer as sombras é preciso acender uma luz.
Se entrarmos em contacto com a Luz Interior da Alma, ela irá transmutar toda  escuridão.
Visualiza agora no teu Coração uma luz que se expande e irradia calor para tudo o que está à tua volta.
Sente a luz se expandindo a partir do teu centro interior até que te sintas como um imenso Sol de Amor." in "Meditando com os Anjos", de Sónia Café e Neide Innecco

Quando começares a sorrir, é sinal que comunicaste com a tua Alma, lhe deste os bons dias e ela te abençoou.
Hari, Ser Inteiro

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

"AMO-TE", de PABLO NERUDA


 
"Te amo,
te amo de una manera inexplicable,
de una forma inconfesable,
de un modo contradictorio.
 
Te amo
con mis estados de ánimo que son muchos,
y cambian de humor continuamente.
por lo que ya sabes,
el tiempo, la vida, la muerte.
 
Te amo…
con el mundo que no entiendo,
con la gente que no comprende,
con la ambivalencia de mi alma,
con la incoherencia de mis actos,
con la fatalidad del destino,
con la conspiración del deseo,
con la ambigüedad de los hechos.
 
Aún cuando te digo que no te amo, te amo,
hasta cuando te engaño, no te engaño,
en el fondo, llevo a cabo un plan,
para amarte mejor.
 
Te amo…
sin reflexionar, inconscientemente,
irresponsablemente, espontáneamente,
involuntariamente, por instinto,
por impulso, irracionalmente.
 
En efecto no tengo argumentos lógicos,
ni siquiera improvisados
para fundamentar este amor que siento por ti,
que surgió misteriosamente de la nada,
que no ha resuelto mágicamente nada,
y que milagrosamente, de a poco, con poco y nada
ha mejorado lo peor de mí.
 
Te amo,
te amo con un cuerpo que no piensa,
con un corazón que no razona,
con una cabeza que no coordina.
 
Te amo
incomprensiblemente,
sin preguntarme por qué te amo,
sin importarme por qué te amo,
sin cuestionarme por qué te amo.
 
Te amo
sencillamente porque te amo,
yo mismo no sé por qué te amo."
Pablo Neruda, escritor, poeta e diplomata Chileno - 1904/1973 

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Instinto

 
Instintivamente, acabei de matar um insecto que nunca tinha visto.
A reflexão veio de seguida, ao perceber a razão da minha reacção: o que desconhecido é quase sempre uma ameaça.
Salva-se o mais belo, como se a beleza fosse um elo cativador que adiciona conhecimento.
Como nos convencemos perante algo do qual não temos referências?
A dificuldade de mudar mesmo o que é sofrível, reporta-se a este padrão.
Se o insecto estivesse num espaço externo ao meu quarto, teria eu o mesmo impulso?
A arte da atenção colocam-nos entre a tomada de consciência e o reflexo inquestionável.
Pequenas questões que nos fornecem mapas com rotas da nossa linha do tempo.
PMS, "Diários"

terça-feira, 30 de julho de 2013

ÉTICA

 
Numa altura em que muitos tem fome, quem tem pão sofre perigo.
Lembra-te disto e deixa de anunciar que és casa farta.
Tudo na natureza, quando em ameaçado, utiliza estratégias de sobrevivência.
Os lobos vestem peles de cordeiro para se adentrarem nos rebanhos.
PMS, "Diários"

domingo, 28 de julho de 2013

Anjo da Saúde

 
 
"A fonte da verdadeira saúde é a divindade interior que a todo instante procura nos aproximar do padrão perfeito do tecido cósmico de cuja intrincada beleza somos parte.
A energia amorosa que nutre o nosso ser está sempre disponível para curar qualquer desvio ou esquecimento que resultem em mal estar ou doença.
Visualize agora qualquer área do seu corpo ou da sua vida que necessite ser curada sendo envolvida na luz transformadora do amor que cura."
in "Meditando com os Anjos", de Sónia Café e Neide Innecco

quinta-feira, 25 de julho de 2013

MEDOS

Há gente que morre fechado em vida.
O medo da abertura à vida, aos outros, aos desafios que lhes são propostos para aumentar a aquisição de conhecimento, encerra-os num microcosmo de competências definhadas.
A (in)segurança, a falta de confiança para a resolução de problemas entre si, os outros e o meio, levam-nos ao exercício amarrado de viverem o caixão certo que os aguarda.
As palavras e os actos são omissos, cautelosos, cínicos, sempre com rectaguarda de fuga defendida.
(Sobre)vivem em cenários bem controlados, onde tudo é sopesado para o ter, para o dia a dia assegurado de bens estares aparentes que os esvaziam, que os retardam e distanciam do ser que realmente são e do propósito de vida em potencia com que nasceram.
Sim, são felizes..., estes cadáveres respirantes.
Entre o medo e a morte..., a morte em vida!
PMS "Diários" 

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Sobreviver ou viver - uma decisão que só tu podes fazer!



 
Entre a vítima e o herói, tendo ambos as mesmas condições, a opção é de cada individuo e da química que o compõe.
Estudar as alterações biológicas do cérebro e fornecer estímulos bioquímicos a indivíduos com dificuldade de adaptação, será o futuro, para uma aposta em gente mais feliz, realizada, com capacidade de potenciar as suas competências.
A ver!

sexta-feira, 19 de julho de 2013

PSICOPATIA, POLÍTICOS E POLÍTICAS

 
Excelente artigo da psicóloga Cristina Saenz, sobre os caracteres que comportam aptidões para a política e administração do Estado.
As causas dos problemas das políticas e dos políticos, prende-se nesta identificação e nos problemas a equilibrar no caracter destas personalidades.
Enquanto os ideais da sociedade não forem representados no largo espectro da mesma, apenas uma pequena parte da população vai ambicionar fazer parte do poder político, e esses, precisam sem duvida de conhecerem o seu lado mais rígido e sombrio da sua patologia.
Paula Maria Salgado
"La psicopatía es un trastorno psicológico caracterizado por una total escisión entre razón y emoción. El pensamiento del psicópata es racional y pragmático, se centra en los propios intereses, es indiferente a las consecuencias de sus actos y a los sentimientos y pensamientos de los demás, y no repara en los medios utilizados para alcanzar sus objetivos, por más reprobables, violentos o perjudiciales que sean estos medios.

El psicópata carece de empatía, es decir, no puede ponerse en el lugar de los demás, de modo que no sólo omite los sentimientos de las otras personas, sino que desprecia los pensamientos, opiniones y actos de éstas. Ello determina una total insensibilidad en el aspecto emocional, y en el ámbito racional la existencia de un pensamiento único, egocéntrico, rígido y autoritario.

El psicópata es mentiroso y manipulador, simula hallarse integrado en su medio social y establecer buenas relaciones con los demás. Incluso en los casos de mayor gravedad del trastorno, puede desarrollar con normalidad sus actividades en todos los ámbitos de la vida. Estas características hacen que la enfermedad sea difícil de detectar, y que sólo se conozca a través de las consecuencias de los actos del psicópata, cuando éstos son descubiertos o alcanzan notoria trascendencia.

Cuando individuos con personalidad psicopática ocupan cargos de responsabilidad, la gravedad de las citadas consecuencias están en relación directa con la importancia del cargo, no sólo debido a las repercusiones de los actos de quienes dirigen, sino al número de personas que se ven afectadas por sus decisiones. Los líderes políticos y de gobierno que padecen transtornos psicopáticos son el ejemplo más notorio en este aspecto.

Algunas políticas sólo están orientadas para servir a intereses cuyo única aspiración es la obtención de algún tipo de beneficio. La planificación de las estrategias coherentes con esos fines no reparan en consideraciones de ningún tipo acerca de los medios a utilizar ni tienen en cuenta las consecuencias negativas que puedan derivarse de su ejecución. Las políticas de este tipo son diseñadas de modo pragmático y estrictamente racional, están dirigidas hacia objetivos concretos y son por completo insensibles a las necesidades de las personas y a los perjuicios que puedan provocarles.

Políticas de esta índole sólo pueden ser concebidas y llevadas a la práctica por individuos con personalidad psicopática, ya que requieren una absoluta insensibilidad emocional y un pensamiento único y excluyente, inflexible y autoritario, e indiferente a los sentimientos y pensamientos ajenos. Desde esta perspectiva, sólo los psicópatas son idóneos para ejercer de forma efectiva algún tipo de mando o detentar el poder, pues dicho ejercicio, por sus características, requiere de un tipo de personalidad específica, que es de hecho una personalidad anormal y enferma.

La mayoría de los seres humanos, a pesar de su enorme variabilidad y de las grandes diferencias interindividuales, son en general psicológicamente normales, ya que de otro modo sería imposible que los individuos desarrollaran con éxito su ciclo vital, condición sin la cual sería inconcebible la supervivencia y continuidad de la especie. La mayoría de las personas son conscientes de sus actos y de sus consecuencias y son sensibles a las experiencias de los demás; sienten, piensan y organizan su vida y sus actividades de una manera que los psicópatas consideran con desprecio "ingenua" y "elemental". Debido a estas características, la mayor parte de la población carece de los atributos necesarios para ejercer efectivamente el mando o detentar el poder. Por este motivo delega, de las formas más diversas, la responsabilidad de la toma de decisiones en aquellos individuos dotados especialmente para hacerlo: los psicópatas; individuos que a partir de esa delegación se arrogan un derecho absoluto que consideran legítimo e indiscutible.

Convencidos de este derecho, los dirigentes psicópatas se consideran en posesión de verdades absolutas, persisten de manera insistente y repetitiva en su discurso y propósitos, ignoran y desprecian las opiniones mayoritarias de los ciudadanos que le otorgaron el poder, mienten y manipulan para conservarlo, y son por completo insensibles a los sufrimientos que pueden derivarse de las acciones que promueven. Sólo prima en ellos el logro, al precio que sea, de los objetivos que se han trazado de manera inflexible.

Dirigentes de este tipo pueden llevar a su máxima expresión las políticas citadas anteriormente: la confrontación bélica. La guerra se nutre de elementos en los que juegan un papel relevante los sentimientos básicos y las pasiones elementales (racismo, inseguridad, fanatismo político y religioso, etc.); pero en su origen, toda guerra es una estrategia diseñada de modo racional y pragmático para alcanzar unos objetivos, satisfacer unos intereses y obtener unos beneficios sin reparar en los medios ni en las consecuencias, y con total indiferencia por la catástrofe que implica y los sufrimientos que provoca.

Los seres humanos debemos oponernos con énfasis al desarrollo e imposición de estas políticas, pues se trata de estrategias diseñadas por mentes enfermas y que se oponen frontalmente al proceso civilizador que debería caracterizar a las sociedades del siglo XXI. Las grandes movilizaciones que han tenido y tienen lugar en los últimos tiempos reflejan los sentimientos y pensamientos de millones de hombres y mujeres. La paz, la justicia y la fraternidad son las metas que mueven a la mayor parte de ellos, y en éstas premisas deberían basarse todas las decisiones políticas. En nombre de esa humanidad y de esas aspiraciones, la resolución pacífica y civilizada de los conflictos debe ser el único camino a seguir; y aquellos dirigentes que dan la espalda a la opinión mayoritaria de los ciudadanos, que traicionan los ideales más nobles de los pueblos y precipitan a la civilización en el abismo de los tiempos más dramáticos y oscuros de la historia, deben ser neutralizados, relevados de sus cargos y sustituidos por personas que sean sensibles a las necesidades y aspiraciones de los seres humanos civilizados."
Cristina Rius Saenz, psicóloga
 




quinta-feira, 18 de julho de 2013

"Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim" - Caetano Veloso




Poemas de amor cantados que sabe bem ouvir para que apenas saibamos amar!

Joseph Pamies



 
Gosto muito de Joseph Pamies.
Um homem cujo conhecimento profundo da botânica, tem ajudado muita gente a curar-se e a fazer grandes mudanças para a qualidade de vida.
Um educador de consciências, indiferente às pressões dos interesses económicos da saúde.
Para quem precise e queira curar-se, vale a pena seguir os seus conselhos e falar com ele, através de telefonema ou email ou visitando o Horto agrícola que fica em Lleida, Barcelona.
Blog oficial:
 
 

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Defesa


Tudo em nós podia ser, no mínimo, este diálogo ultimo, este afeto que acontece por ser natural acontecer.
Não te quero desligado, longínquo, indiferente, como se o mundo que amas não te amasse e na distância dele, amortecesses essa dor de assim ser.
Quero-te no mínimo assim, como este ultimo momento, pois só na abertura  existe o toque vital da vida.
Tu sabes e eu sei, que somos teimosos, fechados, artistas, solitários, cada um à sua maneira, sendo esta a única equação.
Sei-me muito pior ou melhor, que tu nesse ensaio.
Também por isso, olho para ti, sabendo-te luz, a minha luz.
Atenta para que todas as portas estejam sempre escancaradas para a minha passagem... é bom para ambos!
Tudo o resto só nos faz perder tempo e o ouro da vida.
Quero comigo e além de mim, o meu melhor amigo.
Até já!
Paula Maria Salgado, "Diários", 2013

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Anjo da União

 
"No cerne da Alma conhecemos o sentimento de união perfeita que nos inspira a compaixão por todos os seres.
A força da união remove bloqueios e dissolve a indiferença.
Quando duas pessoas ou mais pessoas estão unidas em nome do Amor e da Verdade, a energia espiritual se derrama em bênçãos e preenche todos com suas dádivas."
in "Meditando com os Anjos", de Sónia Café e Neide Innecco

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Felicidade


Quando a Felicidade virar rotina, a gente deixa de correr atrás dela e se direciona para outros imaginados impossíveis!

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Foto: Neptune, Amphitrite, Acis and Galatea, Garden Brewer, Boston

Houve um tempo diferente. Um ciclo talvez.
Festas, amigos, viagens em grupo, caminhadas terras fora, onde novas gentes se juntavam a uma constante azáfama.
De repente tudo mudou, fiquei mais dentro, fechada, solitária, loba de alcateia perdida.
Vieste no principio desse tempo como se te vestisses com ele, nesta nova moda de estar.
Julgo que nada mais teve espaço a não seres tu, o trabalho e o Deus que procuro como amante e amado perfeito.
Continuo assim.
Um ciclo talvez. 
Sinto que não.  Profetizaria ser o ultimo ato, o cair do pano da melhor peça desta obra pintada a rubro e a negro.
Paula Maria Salgado, "Diários", 2013

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Portas, arquitetura, decoração


Gosto da arquitetura das portas e portões.
Por vezes, dou comigo a fotografa-las e a imaginá-las pintadas de novo, com cores vivas ou de contraste com as casas que abrem, com as pessoas que lá habitam.
As "portas" de passagem da nossa vida, significam novos desafios por território desconhecido, aventuras e testes, iniciações a quem as ousa abrir.
Portas de casa, significam a chegada ou a partida daqueles que dão vida à morada, significam o guardar, o fechar, o proteger, o aquecer e acolhimento.
Podem conter esperança ou amargura, medos ou alegrias...
Portas são sempre incógnitas, belas ou envelhecidas pelo tempo, como aqueles que lá moram e que um dia partirão para não voltarem.
Já repararam como portas e portões, nos dizem tantas coisas e se diferenciam entre si?

https://www.facebook.com/SerInteiroBlogOficial

segunda-feira, 1 de julho de 2013

"O Clube do Imperador" - filme completo


 
Filme sobre ética e transparência, valores pessoais e sociais, e no quanto estes princípios afetam o rumo das sociedades quando aplicados à Educação de base, tanto em casa, como na escola.
Um filme de exemplo excecional de um professor que comete um erro, apesar da verticalidade do seu carácter, vendo refletido no seu futuro e no dos alunos, as consequências de uma decisão injusta.
O ditado latim "finis origine pendet" ( o fim depende do início ), demonstra que na generalidade somos em adultos o molde, a instrução e educação, que tivemos na infância.
A não perder.
O filme está completo no You Tube.

domingo, 30 de junho de 2013

Anjo da Inspiração



"A inspiração é como uma chuva de beleza e graça que eleva  as nossas vibrações na vida diária e nos permite descobrir felicidade e alegria em tudo o que realizamos.
Isso acontece quando abrimos nossos os nossos corações e mentes para a maravilhosa energia espiritual que nos orienta e abre um caminho em nossas consciências."
in "Meditando com os Anjos", de Sónia Café e Neide Innecco

"AMAR ALGUÉM" - Marisa Monte



"Amar alguém só pode fazer bem...
não há como fazer mal a ninguém
mesmo quando existe um outro alguém
mesmo quando isso não convém
amar alguém e outro alguém também
é coisa que acontece sem razão
embora a soma cause divisão
amar alguém só pode fazer bem...

Amar alguém não tem explicação
não há como conter um furacão
amores vão embora, amores vêm
não se decide amar e nem a quem
amar alguém só pode fazer bem
seja uma só pessoa ou um harém
se não existe algoz e nem refém
amar alguém e outro alguém e outro alguém também
amar alguém só pode fazer bem..."
Marisa Monte, cantora brasileira





quinta-feira, 27 de junho de 2013

Richard Bach, escritor, citação


“Nunca te é concedido um desejo sem que te seja concedida também a capacidade de torná-lo realidade.
Entretanto, é possível que tenhas que lutar por ele.”
Richard Bach 
Site oficial do autor: 
 
Richard Bach, americano, piloto e escritor, escreve a famosa obra "Fernão Capelo Gaivota" e, depois disso, diversas outras obras de inspiração e motivação que levam milhões de pessoas que as leem, a promover mudanças nas suas vidas.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Políticas de Educação na Finlândia



Modelos educativos de referência.
Sistemas que funcionam em Democracia e podem ser aplicados em qualquer país que realmente queira apostar na cultura e instrução do seu povo.
Debate em vídeo.

terça-feira, 25 de junho de 2013

Constituinte petista é golpe!


 
"Nova Constituinte sobre Governo petista no meu dicionário chama-se golpe! Golpe boavariano..."
"... esse tipo de método de tomar as ruas com um tipo de revolta difusa sem saber exatamente o que é que quer... a esquerda radical que sempre teve o monopólio das ruas e sempre apelou para esse tipo de estratégia que é impedir o ir e vir das pessoas mante-las reféns desse clima de hostilidade de vandalismo que é obvio que não é uma maioria que ainda assim acaba por provocar um clima de anomia, de clima anárquico nas ruas... Não entendemos que os fins nobres justifiquemos os meios nefastos..."
Rodrigo Constantino, Economista brasileiro, escritor, palestrante, membro fundador do Instituto Millenium e diretor do Instituto Liberal no Brasil.
Fonte: Rodrigo Constantino, recomendado sobre economia e via liberal no Brasil

sábado, 22 de junho de 2013

Annie Besant, Mahatma Gandhi, "Dharma"

 
"Pensamos por diferenças, sentimos por diferenças e conhecemos por diferenças"
Annie Besant, in  "Dharma", publicado pela Editora Pensamento em 1989.
 
É então assim que ganhamos consciência da nossa essência e breve passagem pelo palco e representação da vida.
 
Biografia de Annie Besant: inglesa, escritora, teosofista, rosa-cruz, defensora dos Direitos das Mulheres, socialista, mãe adotiva de Krishnamurti, foi a primeira mulher eleita para Presidente do Congresso Nacional da India, deixou uma vasta obra literária assim como um trabalho notável e pioneiro sobre Filosofia, Espiritualidade, Cidadania.
 (1847 - 1933)
 
A foto em cima é de 1921 e foi tirada numa ação conjunta com  
Mahatma Gandhi.


sexta-feira, 21 de junho de 2013

Alterações climáticas agravam fome nos próximos 30 anos - Jornal "Expresso"

 
"Relatório do Banco Mundial indica que as alterações climáticas vão agravar a fome no mundo nas próximas duas ou três décadas."
Noticia do jornal "Expresso", de Liliana Coelho, 19 Junho de 2013

Ler mais:
http://expresso.sapo.pt/alteracoes-climaticas-agravam-fome-nos-proximos-30-anos=f814883#ixzz2WpvUmNOd
As estatísticas e previsões para os próximos 50 anos são muito mais graves do que este relatório e estão publicados há muito por diversas organizações e personalidades humanistas, pelo menos desde o ultimo protocolo de Quioto!
Só ignora quem quer passar pela vida como se ela fosse só sua e não um todo que se afeta integradamente!
A pergunta fundamental é: o que vai fazer hoje e de ora avante - todos os dias para amortizar este embate inevitável?
Por aqui já fazemos e você?
 
 

quarta-feira, 19 de junho de 2013

 
Como estou em fase da recuperação do enfarte que tive na madrugada do dia 10 de Junho, dia de Portugal (vai ficar para memória), muitas tem sido as mensagens pessoais, as publicações no mural dos "facebooks" - de ternura, afeto, carinho, que mesmo de longe, fazem eco de pensamento e votos de benção que sei serem sentidos.
Aqui fica uma imagem que gostei muito, a deixar-me um "beijinho e desejos de uma noite tranquila", da minha amiga Helena Vilas Boas, professora, de Braga, Barcelos, terra dos meus avós maternos.
Infelizmente, a noite está a ser difícil sem conseguir adormecer nem com a medicação.
Obrigado Helena, que os teus votos retornem dobrados pelas tantas estrelas que piscam nos céus do nosso amado planeta neste momento. Os ecos regressam sempre cheios de pujança ao coração de que os emitiu...
Boa noite Helena!

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Ladislau Dowbor - Programa Cidades Sustentáveis no Fórum Social Temático...



"Sabe o que funciona? É quando as pessoas se organizam em torno dos seus interesses"
E isto é Democracia Participativa!
Ladislau Dowbor é licenciado em Economia Política, escritor e consultor em diversas instituições no Brasil.
Consulte, pesquise, saiba mais sobre este educador de exemplo!
Site:
http://dowbor.org/

terça-feira, 4 de junho de 2013

PROEXPORT - "Serviços de apoio à internacionalização e exportação"



PROEXPORT - "Serviços de apoio à internacionalização e exportação"
 
Um serviço inovador de representação da sua empresa junto de clientes internacionais em mercados novos.
Uma solução de custos reduzidos para a captação de clientes novos em mercados não tradicionais.
Aumentar o número de países e mercados onde as empresas Portuguesas têm ação, fazem negócios e procuram clientes.
Apoiar a internacionalização através de iniciativas a custos reduzidos, tentando estar ao nível comportável pelas empresas portuguesas.
Uma solução à sua medida, para conquistar novos clientes.
Participamos por si em eventos e feiras levando a sua menagem a novos mercados e clientes.
Um serviço hiper profissional, efetuado por profissionais experientes em representar produtos e serviços em feiras internacionais.
Uma solução económica que lhe permite cobrir mais mercados profissionais com o seu atual esforço de presença em eventos e feiras.
 
Rui Sequeira, Owner
Telem: +315 914 250 434

sábado, 1 de junho de 2013

José Raimundo Gomes - Sombra e Humildade



Todos os que me acompanharam em sessões individuais ou aulas de grupo, sabem que sou adepta do mais simples como ferramenta eficiente da complexidade.
Durante muito tempo pediram-me para partilhar os ensinamentos que adquiri e vivenciei, os milhares de livros que possuo, as notas que escrevi e os escritos de formações que fiz ao longo de mais de 30 anos.
"Escreve um livro, vídeos motivacionais..." O tanto que faço, que me faz estar constantemente apaixonada por este sal da vida, a minha estória pessoal de destinos, sombras e luzes de mil cores, não facilitaram que o fizesse até agora.
Depois, sinto que cada vez há mais meios e gente a cumprir bem o seu destino como educadores, instrutores, motivadores, terapeutas, facilitadores - um imenso despertar de almas que bem na carne e no verbo desempenham a ação de bons jardineiros, fecundadores das sementes de uma terra mais humanizada e consciente, seres humanos que se conhecem mais e reconhecem o meio que os acolhe como um Todo integrado.
Deixo por aqui também algumas sementes, contributos onde reconheço a obra sábia de todo o multiversos que se recria externamente, através do seu centro nuclear - Fonte Eterna de toda a imanação.
Servirá a quem tenha sede, fome do Amor perdido, essência que se quer encontro, dádiva e partilha com os muitos amanhãs desta amada Mãe Gaia!
 
Recomendo toda a matéria que conheço do psicólogo José Raimundo Gomes.

domingo, 26 de maio de 2013

África, musicas pela Paz



N'Kosi Sikeleli (Miriam Makeba, Ladysmith Black Mambazo, Paul Simon), 1987, concerto no Zimbabwe.
 
Que todas as orações pelos países possam ser assim e tocar o coração de todos os homens para a construção de uma educação para a Paz!

domingo, 16 de dezembro de 2012

Arquitecto Ribeiro Telles - inaugurado corredor de Monsanto

http://www.tvi.iol.pt/videos/13765059

Realizada a obra do Arquitecto Ribeiro Telles, considerada utópica em 30 anos (??????) e só agora realizada para beneficio de todos os cidadãos de Lisboa.
A obra custou 150 mil euros e a pergunta é:
Porque são aprovados orçamentos com relatórios que custam milhares de euros e são colocados de lado, mandadas fazer obras e inaugurações de milhões que o país não precisa nem tem investimento para poder gastar, entre outras aprovações sem transparência que endividam o contribuinte e beneficiam os amigos de sempre, deixando obras como esta, de pouco investimento, de mais valia para os habitantes da cidade e que levam 30 anos a ser realizadas?????
Que distorção de valores e da ordem de necessidades reais para o cidadão são as nossas?
O que precisamos rectificar e não permitir que continue a acontecer com aqueles que elegemos para representar os nossos interesses?
Por quanto tempo mais vamos permitir que as necessidades das populações sejam geridas de forma invertida?
Trinta anos para se realizar uma obra de puro bom senso?
Caros cidadãos, a culpa é nossa ou dos governantes que temos eleito?
Qual é a nossa responsabilidade e o que temos de fazer para que o futuro não seja este?
Quantos homens lucidos, com visão e honestos, contributos vivos da cidadania, como o exemplo de Ribeiro Telles, podemos continuar a desperdiçar?
Pois!
Agir é preciso!

sábado, 15 de dezembro de 2012

A História dos Direitos Humanos



Direitos Humanos! Como os querem se nem os (re)conhecem?
Quando aqueles que são objecto da maior luta e conquista da História humanas, depois de tanto sangue, sofrimento e vidas profanadas, não sabem os seus direitos, liberdades e garantias, pergunto-me como o podem exigir? Como exigir o que lhes é inerente se são ignorantes em relação a si próprios, à sua condição e à do outro seu igual?
Que (r)evolução é esta? Que condição humana é esta que se desconhece a si própria? Saímos já da caverna de Platão ou a caminhada para fora dela é um horizonte longinquo? Da acefalia falante vegetal para o conhecimento consciente do potencial extraordinário humano, quanto ainda nos falta percorrer?
Um vídeo semelhante e melhor traduzido, devia ser passado cada dia em cada escola, em cada casa, em cada local de trabalho, em cada organização política. Devia ser uma oração pelos que lutaram até à Declaração Universal dos Direitos Humanos em 1948 pelas Nações Unidas!
Uma educação eficiente para o SER e para a compreensão do HUMANO, urge-nos para a próxima etapa verdadeiramente (r)evolucionária do Homem!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Bambú Japonês e a arte da paciência



Lindo!
Toda a beleza é fruto da paciência!
Vídeo com ilustração de Judith Lloret Lansaque e a voz do fotógrafo espanhol Marcello Scotti-Photography
http://www.marcelloscotti.com/

Motivação pessoal - excelente!



Conta a tua estória!
Ela será sempre só tua!
Todos os outros apenas te ajudarão a contá-la, compondo o cenário mais adequado à representação que escolheste para pintar o teu mundo! 

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Anselm Grun - Valores e Liderança

 
"Nos ultimos anos, quando sou convidado a fazer palestras em empresas, os temas mais frequentes têm sido 'liderança pelos valores' ou 'os valores pela liderança'.
Muitas das pessoas que assumem cargos de responsabilidade sentem que não podem gerir sem valores.
Quando as empresas menosprezam os valores, acabam por perder, a longo prazo, o seu próprio valor.
É que quem menospreza os valores está a mostrar desprezo, em ultima análise, pelo ser humano e por si própio."
Anselm Grun, monge, professor e escritor.
Julgo que esta é a razão da nossa actual civilização, das sociedades. Mais perto ainda, da nossa frágil democracia e dos governos que a têm dirigido até aos dias de hoje. Julgo que esta é a nossa próxima etapa de aprendizagem, enquanto pessoas, cidadãos, sociedades inteligentes e humanas.
Paula Salgado

domingo, 2 de dezembro de 2012

O Eu (in)visível

 
Arrogância, prepotência e surdez, são defesas possíveis àqueles que não sabem lidar com a critica, com o bom senso, com a perspetiva do paradoxo, com a inteligência natural, com a liberdade e tantos outros tijolos de muros da justificação da persona.
Medo e terror é a emoção-trauma chave, que a criança que não virou adulto lateja dentro de um corpo de diversas couraças defensivas.
Quem quer ter e ser visto com estas máscaras?
Ninguém!
Problema está que a soma de tanta defesa gera esquecimento no corpo de quem as usa, gerando ignorância transvestida de complexos de engrandecimento.
O que pode provocar a mudança destes comportamentos?
Principalmente a acumulação de vivências negativas, destrutivas e de Sombra, pessoais ou de meio próximo, que se manifestam como alertas crescentes até à insuportabilidade, levando o individuo ao encontro de “momentos-gatilho” que geram necessidade urgente de mudança; exemplos externos, massivos e de práticas diferenciadoras do individuo, conduzindo-o à curiosidade de caminhos de (re)educação.
Hari

domingo, 25 de novembro de 2012

Freidburg, Alemanha - Cidades Sustentáveis




Exemplos a seguir, não só pelas excelentes condições que o nosso país tem, como pela economia de verdadeira sustentabilidade que precisamos de desenvolver internamente.
A crise e os maus exemplos que tivemos até`agora,  servem agora para nos opormos e sabermos o que temos e podemos fazer.
Hari

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Globalização um documentário com o Prof. Milton Santos


 
Um documentário excelente e de análise actual face aos inumeros desafios que nos esperam com a mudança económica global.
Vale a pena consultar toda a sua obra!
 
Prof. Milton Santos, geógrafo, jurista e professor brasileiro, (1926 - 2001), uma das figuras mais eminentes no panorama académico do Brasil. 


quarta-feira, 14 de novembro de 2012

"Acabar com Estado Social é deitar esperança pela janela” - Adriano Moreira

Noticias ao Minuto - "Acabar com Estado Social é deitar esperança pela janela”, entrevista ao Professor Adriano Moreira

Fica a questão no seguimento desta entrevista - como solidificar o tão necessário Estado Social?
Acabar com o Estado Social, quando é precisamente este que pode salvar o país e a maioria dos portugueses, é acabar com a já dificil via de reestruturar o país.
Reformas de bom senso, obviamente, a começarem pelas que permitiram a delapidação do próprio Estado. Dificilmente a mudança de mentalidades e cada vez maior consciência dos cidadãos, permitirão governos de má gestão e incompetência.
Portugal está numa fase dificilima tanto ao nivel da reforma das principais estruturas adminsitrativas do Estado, como a ter que lidar com a crise internacional e os grandes lobbies económicos que estão em ruptura, tendo por isso diversas frentes de esforço e desafio, não podendo perder tempo com ensaios de incoerência e inviabilidade.
O Estado precisa de reformas?
SIM! Muito grandes!
Por sua vez o Estado Social tem de ser reforçado e reconstruido solidamente para o futuro que queremos tanto para nós, como para as gerações futuras!
É para lá que caminhamos e trabalhamos esforçadamente.
Paula Salgado

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Bertolt Brecht e a previsibilidade do futuro

Hoje, fiquemo-nos com a actualidade de Bretcht.
Que as palavras se vivifiquem nas sociedades, que passem a ser a prática em vez de uma razão sentida, perdida nas nossas memórias.
Hari
 
"Não há pior analfabeto que o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. O analfabeto político é tão burro que se orgulha de o ser e, de peito feito, diz que detesta a política. Não sabe, o imbecil, que da sua ignorância política é que nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, desonesto, o corrupto e lacaio dos exploradores do povo."
Bertolt Brecht (1898-1956)

terça-feira, 6 de novembro de 2012

To: Obama, From: The People



Novas formas do povo exercer cidadania e dar voz às suas preocupações.
Um novo mundo em mudança!
Estamos preparados?
Hari

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Revolução Social de Eco-Sustentabilidade

"O poder corta e volta a cortar a erva daninha, mas não pode atacar a raiz sem atentar contra a própria vida. Condena-se o criminoso, mas não a máquina que o fabrica, tal como se condena o toxicodependente mas não o modo de vida que cria a necessidade de consolo químico e a sua ilusão de fuga. Assim, liberta-se de responsabilidade a ordem social que lança cada vez mais gente para as ruas e para os presídios e que gera cada vez mais desesperança e desespero.
A lei é como uma teia de aranha, feita para apanhar moscas e outros pequenos insectos, e não para impedir a passagem aos bichos grandes, demonstrou Daniel Drew; e há mais de um século, José Hernández, o poeta, tinha comparado a lei à faca, que nunca fere quem a manuseia. Mas os discursos oficiais invocam a lei como se a lei fosse feita para todos e não apenas para os infelizes que não podem contorná-la. Os delinquentes pobres são os vilões do filme, os delinquentes ricos escrevem o guião e dirigem os actores.
Noutros tempos, a policia funcionava ao serviço de um sistema produtivo que precisava de mão-de-obra abundante e dócil. A policia castiga os sornas e os seus agentes metiam-nos nas fábricas a golpes de baioneta.
Assim a sociedade europeia proletarizou os camponeses e pode impor, nas cidades, a disciplina do trabalho. Como pode impor-se, agora, a disciplina da desocupação? Que técnicas de obediência obrigatória podem funcionar contra as crescentes multidões que não têm emprego, nem nunca o terão? Que fazer com os náufragos, uma vez que são tantos, para que os seus bracejos não ponham a balsa a pique?"
Eduardo Galeano, escritor, jornalista, Uruguai
Existem obviamente soluções.
 
O modelo para a era industrial esgotou-se e não tem saída a não ser outra revolução - a (re)evolução para a eco-sustentabilidade social!
 
A longo prazo é certo, mas não se constrói uma revolução social de sustentabilidade e empreendedorismo, de um dia para o outro.
Estaremos dispostos a não permitir que este peso nos leve a todos ao fundo e reverter a situação mesmo que isso contradiga os rumos que hasteamos até agora?
Hari
 
 
 

domingo, 4 de novembro de 2012

O futuro nas nossas mãos


A frase obriga a reflexão, não só dos governantes mas também do povo que os elegeu, sendo ambos face da mesma moeda.
Que destino queremos construir no mundo, nos nossos países, com as mãos de todos e não só de alguns? Não é isso Democracia, o sistema ideológico mais equitativo experiemntaado até hoje?
A reflectir, pois o futuro constrói-se hoje, em cada acção e bom exemplo que formos.
Paula Salgado

sábado, 3 de novembro de 2012

Quem Paga o Estado Social em Portugal?



 
Quando o povo se apercebe que o grande problema social das politicas tem origem na sua falta de cultura, intervenção e participação activa nas mesmas políticas, as propostas de debate começam a surgir.

Este livro, é apenas um dos muitos exemplos concretos que estão a gora a surgir, das diversas fracções de um parto adiado desde a instauração da democracia em Portugal.

Algo de muito bom esta crise contêm: a evidência da urgente necessidade dos cidadãos exercerem os seus deveres e direitos cívicos, de criarem plataformas eficientes de regulação dos políticos que elegeram.

Porque os países com maior índice de corrupção, têm os sistemas democráticos mais bem organizados, gerando riqueza e sustentabilidade social? Porque os cidadãos participam activamente, local e globalmente na construção de politicas de qualidade de vida para as suas sociedades.

O que faz o nosso povo diariamente e comprovadamente, em prol da cidadania local, regional, do país? Onde está o registo cívico da participação activa dos deveres obrigatórios de cada cidadão que quer ter os seus direitos mantidos?

Pois é! Delegaram os seus poderes no povo que elegeram e viraram costas às práticas de transparência, ética e responsabilidade que lhes compete regular, com lei cumprida a rigor, para com esses eleitos por eles.

Um politico não é mais que um cidadão de pressuposta competência profissional comprovada, que serve os interesses do cidadão, devidamente pago pelos seus impostos.

Não se regula e exige profissionalismo, responsabilidade e honestidade, a um trabalhador que admitamos nas nossas casas e empresas?

Então porque deixámos durante 38 anos esta responsabilidade civil por cumprir, deixando a monte, a saldo, os nossos bens, o património de cada português, serem administrados sem nosso conhecimento e co-responsabilidade?

Há uns anos perguntei a um condutor de táxi, depois de pacientemente o ouvir queixar-se dos políticos e de diversas acusações de voz corrente, se quando ele recebia o ordenado o entregava ao vizinho para ele e a família dele, administrarem a sua vida durante o mês. Se ele metia nas mãos do vizinho, a responsabilidade de gerir o que comia, o que vestia, o que devia fazer, a educação dos seus filhos, a gestão da sua própria familia. Disse-me que não, que nunca tinha pensado na politica e nos políticos dessa maneira. Passou o resto da viagem a fazer-me perguntas sobre como e onde devia participar civicamente e a dizer-me que eu tinha razão.

Infelizmente, a razão dos outros não paga a divida que tenho e que temos de pagar das suas/nossas irresponsabilidades, da sua/nossa ignorância e inconsciências, do seu/nosso não querer saber do que se passa no país Portugal que ele próprio paga e é responsável.

Propalei durante mais de vinte anos que iriamos chegar a esta situação, era inevitável. Uma social democrata perigosa, contra  o sistema e os seus agentes ditos democráticos. Infelizmente, as práticas "democráticas" de muitos destes agentes, estão por prestar contas à justiça por corrupção, por delapidação do estado que somos, andam ou deveriam andar de pulseira electrónica e no minimo, deveriam retratar-se e ter vergonha, nunca mais pondo os pés no país que roubaram e que deixaram sem futuro para todos nós.

Mesmo com a dolorosa frustração de anos a falar para "bonecos" de ambos os lados - eleitores e politicos, herdei agora a satisfação de saber não ter sido em vão a bandeira hasteada da coerência e o preço altissimo pago por ela, facturada pelas "empresas" pessoais desta juventude que andou inconscientemente deslumbrada a adiar a construção do ideal democrático.
Assisti durante anos à colocação automática de rótulos em pessoas que se atreviam a dizer NÃO ao sistema, a ter voz crítica de muitos alertas evidentes.

Infelizmente, os rótulos são apenas meios fáceis de catalogarmos a irresponsabilidade e ignorância abissal que nos assiste, de não mexermos no que obviamente nos incomoda e sabemos estar mal, no que teimamos em ignorar e não assumir como trabalho de casa, como educação pessoal e civica, na prestação evidente que todos - rigorosamente todos, temos uns para com os outros.

É tempo de acabar com as inuteis justificações de capitalismos, comunismos ou outros "ismos" separatistas dos interesses que são comuns a todos nós e que aqueles que elegemos tem obrigação de cumprir ou de prestar contas pelo seu incumprimento.

Pagamos o preço da nossa falta de cultura cívica com os resultados da crise, seja ela nacional ou global, comprovando assim que o estádio de maturidade da nossa espécie ainda não foi atingido.

Caminhamos com a ajuda desta e de outras crises consequentes, cujas faces primárias aparentes são terríveis, dolorosas, mas que se mostram verdadeiras mestres pedagogas, para a aprendizagem activa da excelência do nosso potencial humano.

É necessário agora um bom exame de consciência, um bom exercício de humildade em cada um de nós, para que as lições desta dantesca crise global nos ensine realmente o que não soubemos nem quisemos aprender até aos dias de hoje.

Estamos pois, dolorosamente no bom caminho.
Paula Salgado

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Águias


 
"Em troca da grandeza terrena
a falsa sociedade dos homens
os bens celestiais evapora."
George Chapman, poeta inglês, dramaturgo
 
Vã a matéria, puros os sonhos e o poder de os criar com desapego.
Perante o inevitável abismo, fica a escolha: ousar e confiar que somos águias ou a queda (in)util de um anjo ao rastro da serpente?
Ambas têm a marca do homem que viveu ou apenas existiu.
Certo é para a natureza a absorção do que sempre foi seu - ao pó a leveza do éter e neste o todo numa só letra.
Harimahal, Paula Maria Salgado, "Diários"

terça-feira, 30 de outubro de 2012

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

SOS PLANETA


 
Quantos elementos do planeta terão de continuar a ser delapidados, saqueados ferozmente?
Quantas espécies continuarão a ser mortas e utilizadas para um mundo económicamente insane?
Quantos biliões de seres humanos vão sofrer o inqualificável horror da indignidade e da miséria para alimentar a máquina trituradora dos insaciáveis exploradores de riqueza?
Resta-nos aguardar que a inteligência do inconsciente colectivo e a natureza cumpra a sua parte, cumprindo nós também a nossa em prol da reeducação desta barbárie.
Hari

sábado, 27 de outubro de 2012

Leonardo Boff fala de Jung e Espiritualidade, video 1



Excelente visão de um dos maiores mestres da teologia cristã e psicólogo da actualidade que nos fala de outro grande homem da psicologia - Carl Gustav Jung.

Aulas de excelência que nos ajudam a descobrir a nossa identidade e valores!

Hari

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Deus em Questão - Sigmund Freud / C.S.Lewis, Documentário [1-4]



Primeira parte (ver as outras no youtube), do documentário sobre a questão de Deus, vista por Freud.
 
Uma aula de filosofia com um excelente professor!
 
A ver pelos amantes do conhecimento humano!
 
Hari

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Stephen Hawking: Grandes questões sobre o Universo (parte 2/2)




Grandes pensadores, homens inspiradores, exemplos que ficam na História viva da Humanidade.
Stephen Hawking, um cientista cuja refererência amplia os limites da possibilidade humana no universo.
A (re)ver!

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

EUROPA... e os portugueses


Se o comentário pertence a este Prof. chinês, não sei, não é importante. Importante é termos todos a consciência que isto é verdade e continuarmos sem ver verdadeiros pensadores dentro da União Europeia, com um plano B, C ou D, credível, aplicável e que possa travar o desastre desta auto-via veloz, onde embarcados como os judeus em vagões na segunda guerra mundial, aguardamos impotentes um final que sabemos de cor!
Não aprendemos nada com as lições da História!
Fomos para a Escola, temos títulos que na prática não passam disso, pois encontramo-nos sem soluções perante as velhas armadilhas da estupidez humana!
Infelizmente, perante um desastre económico, não temos respostas estruturadas e eficazes de cooperação e solidariedade para as multidões em desespero. Para isso, os eleitos para a nossa democracia, deveriam ter implementado uma educação civica e de cidadania - nem isso fizeram!
Digam-nos os chineses, esses novos alemães, o que estamos a fazer à Europa e principalmente aos países que se encontram sem valores e em estado de coma económico.
A insconciência, ópio da ignorância, continua a ser a doença que mais mata a nossa espécie!
Paula Salgado

"Opinião de um professor chinês de economia, sobre a Europa - o Prof. Kuing Yamang, que viveu em França.

Kuing Yamang
 1. A sociedade europeia está em vias de se auto-destruir. O seu modelo social é muito exigente em meios financeiros. Mas , ao mesmo tempo, os europeus não querem trabalhar. Só três coisas lhes interessam: lazer/entretenimento, ecologia e futebol na TV! Vivem, portanto, bem acima
dos seus meios, porque é preciso pagar estes sonhos ...

2. Os seus industriais deslocalizam-se porque não estão disponíveis para suportar o custo de trabalho na Europa, os seus impostos e taxas para financiar a sua assistência generalizada.

3. Portanto endividam-se, vivem a crédito. Mas os seus filhos não poderão pagar 'a conta'.

4. Os europeus destruíram, assim, a sua qualidade de vida empobrecendo. Votam orçamentos sempre deficitários. Estão asfixiados pela dívida e não poderão honrá-la.

5. Mas, para além de se endividar, têm outro vício: os seus governos 'sangram' os contribuintes. A Europa detém o recorde mundial da pressão fiscal. É um verdadeiro 'inferno fiscal' para aqueles que criam riqueza.

6. Não compreenderam que não se produz riqueza dividindo e partilhando, mas sim trabalhando. Porque quanto mais se reparte esta riqueza limitada menos há para cada um. Aqueles que produzem e criam empregos são punidos por impostos e taxas e aqueles que não trabalham são encorajados por ajudas. É uma inversão de valores.

7. Portanto o seu sistema é perverso e vai implodir por esgotamento e sufocação. A deslocalização da sua capacidade produtiva provoca o abaixamento do seu nível de vida e o aumento do... da China!

8. Dentro de uma ou duas gerações, 'nós' (chineses) iremos ultrapassá-los. Eles tornar-se-ão os nossos pobres. Dar-lhes-emos sacos de arroz...

9. Existe um outro cancro na Europa: existem funcionários a mais, um emprego em cada cinco. Estes funcionários são sedentos de dinheiro público, são de uma grande ineficácia, querem trabalhar o menos possível e apesar das inúmeras vantagens e direitos sociais, estão muitas vezes em greve. Mas os decisores acham que vale mais um funcionário ineficaz do que um desempregado...

10. (Os europeus) vão diretos a um muro e a alta velocidade..."

Partilha feita através de um "post" do Facebook de José Eduardo Melo.

ID, EGO e SUPEREGO




E agora, podemos saber quem somos, o que fazemos aqui e para onde queremos ir?
Auto-conhecimento, uma escola de investimento que ditará o seu futuro!
A aprender!

sábado, 20 de outubro de 2012

Filhos de Deus ou de um Diabo qualquer?




Embora passiveis de sermos influenciados, contaminados, manipulados, a decisão de sabermos quem somos e o valor que temos, é sempre nossa.
Sair da "matrix" tem custos - sim, altos! 
Continuar nela, significa termos uma vida que não foi vivida - enganamo-nos com o tempo desperdiçado enquanto caminhamos para a morte!
Quem somos?
O que fazemos aqui?
Para onde vamos?
Como queremos viver?
Perguntas fundamentais para apostarmos na excelência que somos e querer vivê-la em pleno.
A escolha é sempre sua!
 

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Motor Solar Ecológico




Alternativas económicas, ecológicas e sustentáveis, são cada vez mais o futuro global das sociedades mais conscientes e responsáveis.
A internet e as redes sociais criaram a maior rede de ensino prático jamais conseguida. A informação está ao dispôr das populações locais, as matérias para a criação de produtos alternativos são cada vez mais fáceis de adquirir e aprender a reciclar, os educadores têm maior facilidade de execução e capacidade de abranger maior numero de pessoas, criando uma verdeira rede de inter-sustentabilidade económica.
Os países do norte da Europa, apesar da riqueza que possuem, são os maiores criadores e construtores de eco-sustentabilidade e poupança de recursos.
As condições climatéricas e de biodiversidade que possuimos, dão-nos vantagens óptimas que só temos que pôr em prática.
Hari
 

Gerador Magnético de Energia Infinita




A preservação do meio ambiente está na cultura e educação do cidadão!
E se a energia usada no planeta for a mais util e menos lesiva até agora conhecida, estando realmente ao dispôr da qualidade de vida de cada ser que o habita?
E se ainda gerar eco-sustentabilidade e riqueza económica para todos os habitantes da terra?
Engenheiros, cientistas e inventores, são educadores que precisamos em massa, para a salvação do meio ambiente!
(Re)Evolução, uma aprendizagem a percorrer! 

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Inconsciente coletivo na gestão de pessoas, vídeo 1



Tema de formação activa para a liderança gerida por pessoas pro-activamente responsáveis pelas dinâmicas de crescimento das empresas e organizações regidas por valores humanos!
 
Os restantes videos deste documentário encontram-se disponíveis no Youtube!
 
 
 
 

sábado, 6 de outubro de 2012

Alimentação do futuro

O">http://vimeo.com/26170338">O futuro dos alimentos - The Future of food (2004) LEGENDADO PT
from MDDVTM">http://vimeo.com/user7076680">MDDVTM TV9 on Vimeo.http://vimeo.com">Vimeo.>
O futuro social e económico das sociedades passa por aqui.
Um documentário a ver e a praticar nas nossas casas e comunidades!
Paula Salgado

domingo, 30 de setembro de 2012

EQUIDADE E VALORES

 
Se tivesse havido uma verdadeira educação cívica após o 25 de Abril, a ensinar-nos o que era a Democracia, para nos integrar dentro dos seus deveres e direitos, sabendo que quere-la como regime politico, significa fazer dela a nossa casa, a nossa vida, os nossos melhores hábitos, nunca poderiamos ter os jovens rapazes, ditos "politicos" que tivemos, e nunca poderiamos ter gerações tanto destes como do povo, a operar na acefalia e ignorânia, sujeitos ao molde da distorção e inversão de valores que norteiam o contrário da construção das Democracias!
Face a isto, é óbvio que o ajustamento e novo posicionamento, causará muita turbulência, incómodos e ranger de dentes - mais vale tarde que nunca! Haja coragem e humildade para saber aprender o que não foi ensinado!
A meu ver, tanto a cidadania participativa, activa e integrativa, assim como a base sólida de uma Democracia efectiva, passam pelos educadores. Estes precisam de ser a sua vocação e missão, não permitindo que pseudo-valores se sobreponham ao que sabem ser o chão do futuro.
Sem lucidez, bom senso e amor ao que se faz, não é possivel educar. E o grande problema dos povos tem precisamente a ver com a sua educação, com a aprendizagem do conhecimento de quem se é, do ter respeito por si próprio, pelos outros, pelo meio inteligente que nos acolhe com tanta generosidade.
Esse é o principio da igualdade e da construção de sociedades verdadeiramente humanistas!
A inversão dos valores começa quando temos adultos imaturos, desestruturados, a precisarem de balizas de educação, a (des)educarem crianças e jovens para o futuro.
Que futuro? Que educação, se nem eles a têm? Impossivel!
Diria que precisamos de militantes para o exercicio, diria mesmo um enorme exército, para a Educação! E, aí sim, podemos ter futuros líderes conscientes, responsáveis, éticos, humanos, bem cientes que a sua igualdade constrói a igualdade dos outros, que a sua excelência é a excelência do meio que afecta!
Sem isto queridos amigos, somam-se argueiros e olhos cada vez mais cegos. É o que temos mas não o que somos! Podemos construir, mesmo que com muito esforço e perdas inerentes, um futuro diferente!
Paula Salgado